Quantos pontos preciso tirar no ENEM pra conseguir bolsa?






nota do Enem não serve apenas para ingressar na universidade pública. Ela também é usada para obter bolsas de estudo integrais e parciais em instituições privadas de ensino superior, inclusive naqueles cursos mais caros e disputados, como Engenharia e Medicina!
O que era um sonho distante para muitas pessoas que não conseguiam entrar numa universidade pública já se tornou realidade. As bolsas obtidas a partir da nota do Enem permitem que muita gente possa se formar em uma universidade particular e ter um futuro melhor.
Mas conseguir um benefício não é tão fácil quanto parece. É preciso estudar bastante para alcançar uma boa nota no Enem e participar das seleções - que estão ficando cada vez mais concorridas!


Descubra a seguir quantos pontos é preciso tirar no Enem para concorrer a uma bolsa de estudos em universidade privada!
Bolsas de estudo que usam a nota do Enem
O maior e mais importante programa de concessão de bolsas de estudos que usa a nota do Enem é o ProUni.
O Programa Universidade para Todos do Governo Federal oferece bolsas integrais e parciais em instituições privadas de ensino superior a estudantes de baixa renda que não conseguiram vaga em uma universidade pública.
Desde sua criação, em 2004, o ProUni já beneficiou mais 1,5 milhão de estudantes - a maioria deles (70%) com bolsa integral.
Pontos necessários para concorrer a uma bolsa do ProUni
Para concorrer a uma bolsa do ProUni, o estudante precisa obter, no mínimo, 450 pontos nas provas objetivas e nota acima de zero na redaçãodo Enem. Mas só isso não garante o benefício.
O ProUni é um processo seletivo. Aqui, a nota do Enem dos que disputam uma mesma vaga é o que mais conta. Às vezes um curso nem é tão concorrido, mas os candidatos que estão atrás de determinada vaga têm notas altas e isso faz aumentar a nota mínima necessária para conseguir a bolsa, ou “nota de corte”. Acontece muito em cursos como Medicina e Engenharias, que chegam a ter nota de corte acima de 800 pontos em determinadas faculdades.
Quem pode concorrer uma bolsa do ProUni
O ProUni é destinado a estudantes de baixa renda. Dependendo do perfil do candidato, é possível conseguir uma bolsa integral ou parcial (metade do valor da mensalidade). Para concorrer, é preciso atender a alguns requisitos:
- Ter participado do Enem do ano imediatamente anterior, ter alcançado pelo menos 450 pontos nas provas objetivas e não ter zerado na redação.
- Ter cursado o ensino médio completo em escola pública, ou em escola particular como bolsista integral.
- Ter cursado o ensino médio parcialmente em escola pública e parcialmente em escola particular, na condição de bolsista integral da escola privada.
- Ser pessoa com deficiência.
- Ser professor efetivo da rede pública de ensino, concorrendo a bolsas em cursos de licenciatura (nesses casos não há requisitos de renda).
As bolsas oferecidas são as seguintes:
- Bolsa integral
: para estudantes com renda familiar bruta mensal de até um salário mínimo e meio por pessoa.
- Bolsa parcial (metade do valor da mensalidade):
para estudantes com renda familiar bruta mensal de até três salários mínimos por pessoa.
Para conseguir a bolsa, você precisa se inscrever no processo seletivo, que acontece duas vezes ao ano, geralmente nos meses de janeiro e junho.
Etapas de seleção para bolsas do ProUni
O processo seletivo do ProUni tem duas etapas:
Processo regular: é o processo seletivo normal, feito nas datas regulares, com o objetivo de preencher todas as vagas disponíveis. É quando a grande maioria dos candidatos é selecionada. Depois de feita a seleção e divulgado o resultado, é dado um prazo para que o estudante contemplado compareça à universidade escolhida com a documentação e os comprovantes em mãos. As vagas não preenchidas nesta etapa seguem para uma segunda seleção.
Bolsas remanescentes: é a segunda seleção, feita para preencher as vagas não ocupadas na primeira. Para participar, o candidato pode ter feito o Enem de anos anteriores (a partir de 2010), e deve cumprir as mesmas exigências de nota, renda e escolaridade descritas anteriormente.
Onde usar a nota do Enem para conseguir bolsa
Muitas instituições privadas reconhecidas pelo MEC participam do ProUni. Conheça algumas das principais:



Curso Preparatório Book Supletivo 1° e 2° grau




Educação a Distância no Brasil
Homologo 24 de Dezembro de 1996, através da lei de diretrizes de bases da Educação Brasileira (lei 9394/96, Art. 80). Visando possibilitar a formação de pessoas que trabalham e não dispõem de tempo para submeterem-se a horários e rotinas de aulas diárias.

Conceituação
Educação a Distância.
Pressupõe a combinação de tecnologias convencionais e modernas que possibilitem o estudo individual ou em grupo, nos locais de trabalho ou fora, através de métodos de orientação e tutoria a distância contando com atividades presenciais específicas, como reuniões do grupo para estudo e avaliação.


O que é Educação a Distância?
Uma forma de ensino que possibilita a auto-aprendizagem, com a mediação de recursos didáticos sistematicamente organizados, apresentados em diferentes suportes de informação, utilizados isoladamente ou combinados, e veiculados pelos diversos meios de comunicação”. (Dohmen) Sendo um processo de ensino-aprendizagem mediado por tecnologias, onde professores e alunos estão separados espacial e/ou temporalmente, a educação a distância pode ter ou não momentos presenciais, mas acontece fundamentalmente com professores e alunos separados no espaço e no tempo, estando juntos através de tecnologias de comunicação.
A educação a distância pode ser feita nos mesmos níveis que o ensino regular. No ensino fundamental, adequada para a Educação de Jovens e Adultos, e no ensino médio , esta também podendo ser adequada para jovens e adultos ou para o ensino profissional. É importante frisar que a Educação a Distância não é um “fast-food” em que o aluno se serve de algo pronto. É uma prática que permite um equilíbrio entre as necessidades e habilidades individuais e as do grupo de forma presencial e virtual.
Duração do Curso
De 2 á 6 meses, mas podendo terminar bem antes dependendo do desempenho do aluno conforme a o art. 24 da LDBEN N°9394/96 . No ato da Matricula o aluno recebe o material, para realizar os estudos em casa, e são  realizado trabalhos preparatórios no Curso antes das Avaliações, todos os trabalhos são contados como pontuação para ajudar o aluno.
A Avaliação e o aluno quem marca com as datas que estiver disponível no curso .




 Se o seu problema for tempo, ou mesmo precisa de mobilidade e flexibilidade de horário, nós temos a solução! No Book Supletivo Preparatório você terá todo o material necessário para que você possa estudar em casa ou mesmo onde você quiser, por ser ensino a distância até você estar preparado para fazer as avaliações com o dia e horário marcados pelo próprio aluno.
 

1º ou 2º Grau
Antes do que você imagina!
     O mercado de trabalho está cada vez mais exigente e o nível de qualificação cada vez mais alto. Não perca essa chance de concluir seus estudos de maneira rápida, prática e eficiente!